A MiniLenha ou Pellets é um combustível composto por 100% de madeira de reflorestamento, livre de qualquer substância química em seu processo de fabricação, sendo portanto um combustível ecologicamente correto.

Ambiente

Os Pellets de madeira são um combustível limpo e eficiente, que permite uma combustão sem fumo. Sendo a matéria prima composta por subprodutos da indústria do mobiliário e desperdícios gerados pela floresta, evita-se o corte de árvores, implementando a limpeza das matas e o combate aos incêndios. Por outro lado têm um preço mais competitivo do que o gás e o petróleo.

Os Pellets de madeira são portanto um combustível amigo do ambiente, libertando muito menos CO2 do que qualquer outro combustível fóssil. Em termos de poluição, comparativamente aos outros combustíveis, os Pellets libertam menos monóxido de carbono (CO) e, no que respeita ao dióxido de carbono (CO2) liberta de forma neutra, apenas é libertado o CO2 captado durante o crescimento da árvore.

A sua utilização permite a redução da dependência energética nacional e contribui para os objectivos de redução de emissões de CO2.

Economia

Para demonstrar a economia tomamos como exemplo o aquecimento de uma habitação com uma área de 150 m2. O custo do aquecimento foi calculado para uma utilização de quatro meses por ano, tendo uma temperatura média ambiente de 22º entre as 9h e as 18h, e nas restantes horas uma temperatura ambiente de 18º, podemos verificar no gráfico comparativo os custos para cada um dos combustíveis.

COMPARATIVOS

Para cada 1.000 Kg de Gás GLP consumidos por mês são emitidos 35.900 kg de gases de efeito estufa por ano.

  • 1.000 m³/mês de GN = 22.700 kg/ano

  • 1 kWh = 300 kg/ano de gases de efeitos estufa

 

Obs. A emissão zero de CO2 é para qualquer tipo de pellets feito a partir de Biomassa.

 

Fonte: Topema

 

 

Do plantio da muda até o corte, o eucalipto absorve cerca de 155 kg de gás carbônico da natureza. Assim que esse eucalipto vira pellet (biomassa), a sua queima libera na natureza a mesma quantidade de CO2 (155 kg), o que acaba zerando a sua contribuição de poluição na natureza.

 

Em comparação com o óleo, por exemplo, esse número é extremamente interessante, já que o óleo libera na natureza 430 kg de CO2 durante a queima e não absorve nada da natureza.

 

EMISSÃO DE CO2 (g/kWh)

Seu formato é cilíndrico